Não é mais novidade: redes sociais representam uma tendência para a comunicação do futuro. O fenômeno não é recente. Desde a época dos chats como ICQ e MSN e redes de relacionamento como Orkut e MySpace, muita coisa surgiu, fez sucesso e caiu no esquecimento.

O surgimento de inúmeras redes sociais mostra que existe um público ávido por novidades. E o número de usuários cadastrados (atualmente, o Facebook tem 2,13 bilhões de usuários, enquanto o Instagram tem 800 milhões) demonstra que a popularidade das mídias sociais é crescente.

Nesse momento, vivemos um período de transição: com a mudança no seu algoritmo, o Facebook tem perdido usuários e conteúdo publicitário. De acordo com um levantamento feito pela consultoria americana eMarketer, 2017 foi o pior ano da rede criada por Mark Zuckerberg. Isso faz com que soprem ventos avisando que o Facebook tem, sim, data de validade.

Para os desenvolvedores, isso é uma oportunidade. Assim, é um bom momento para ficarmos atentos às novidades que certamente surgirão na área.

A coisa toda já começou: essa semana, recebemos a notícia de uma nova rede social, a Vero. A sua promessa é bem bonita, já que afirma ser capaz de estabelecer as conexões da vida real no ambiente digital. Com um design bastante arrojado, ela permite que seus cadastrados compartilhem dados como fotos, links, filmes, músicas, programas etc, escrevendo comentários e opiniões acerca deles. Você se conecta com seus amigos, colegas de trabalho e conhecidos e escolhe qual tipo de conteúdo será compartilhado com qual categoria.

As mensagens diretas, likes e comentários também são permitidos, replicando o formato de interação que já conhecemos de outras redes. A proposta é que a Vero seja uma rede social que consegue expressar mais diretamente a sua essência.

Outras apostas para a substituição do Facebook são dois velhos conhecidos nossos: o Twitter e o YouTube, apostando na tendência de compartilhamento de ideias e produções audiovisuais.

Na última quarta-feira, 17, o nosso departamento digital colocou as câmeras na mala e assumiu um desafio: dirigir até Imbassaí, no Litoral Norte, para um dia de sessão de fotos com dois dos nossos clientes de imobiliário.

Saímos cedinho da Barra! Às 8 horas da manhã, chegamos na agência para carregar o carro. Da sala de produção, tiramos bolsas de vime, flores, rede de pesca, brinquedos de praia, cataventos e tudo o mais que pudesse nos ajudar a deixar o cenário de litorâneo ainda mais bonito.

Caímos na estrada e, até lá, foi muito chão! São cerca de 90km entre Salvador e Imbassaí, onde faríamos imagens do Natus Reserva Imbassaí e do Residencial Ykutiba Imbassaí. À altura da Av. Paralela, no entanto, uma surpresa: o céu nublou completamente e começou a chover.

Fotos no stand de vendas de Ykutiba.

Não era pouca água, não! Em Lauro de Freitas, no meio de um engarrafamento desleal, uma verdadeira tempestade caía do céu. E agora, o que fazer?

Já não dava mais para voltar. De um jeito ou de outro, precisávamos fazer as fotos naquele dia. Então, com muito otimismo, continuamos dizendo que tudo daria certo. Afinal, ainda tinha muito chão pela frente até chegar ao nosso destino.

Quando alcançamos Abrantes, o céu começava a ficar azul. Respiramos aliviados enquanto éramos impactados pelos outdoors de Ykutiba e Natus. Mais um ponto para a Marcativa!

Depois de duas horas de viagem, finalmente chegamos a Imbassaí! As plaquinhas com a identidade visual de Ykutiba, o primeiro cliente que visitamos, nos ajudaram a achar ainda mais facilmente o empreendimento. Foi lá que, de fato, a nossa sessão começou.

Com um cenário daqueles, produzir as fotos foi uma experiência muito agradável! Dentro do empreendimento, registramos como andam as obras e como a unidade decorada ficou linda. Depois disso, aproveitamos o encontro do rio com o mar para produzir uma série de imagens que explicitam o contato com a natureza propiciado por Ykutiba.

Hora da sessão na praia de Imbassaí.

Antes disso, mais um desafio: precisávamos chegar à faixa de areia entre o rio e o mar, para assim fazer fotos dessas duas maravilhas naturais de Imbassaí. Só que não tinha um único pedacinho de areia em que a gente pudesse cruzar o rio sem se molhar – ou, mais importante, sem molhar nossos equipamentos!

Fomos, então, à procura de uma ponte. Pedimos ajuda e direcionamento para os moradores e quem curtia uma belíssima quarta-feira na praia. A ponte, segundo eles, era “logo ali”.

Andamos, andamos, andamos e nada da ponte chegar! Depois de muito tempo, conseguimos achar uma forma de atravessar o rio. No entanto, uns dez centímetros de água haviam inundado a ponte. Assim, tiramos os sapatos e, finalmente, chegamos na areia e no mar para começar a segunda parte da sessão.

Foram mais de 400 fotos só em Ykutiba. Depois de cruzar o rio com roupa e tudo (desistimos de voltar pela ponte e andar mais 40 minutos. Seguramos os equipamentos na altura da cabeça e contamos com a sorte), seguimos para a outra parte da aventura: Natus.

Já queimados do sol forte, recomeçamos a sessão de fotos, tanto no stand oficial de vendas quanto dentro do Reserva Imbassaí. Lá, registramos mais uma vez a beleza de Imbassaí e as maravilhas de morar em contato com a natureza.

Teve carrinho de golf para levar até a praia, iguanas à paisana nas árvores, chuveiro para lavar os pés e mais um cenário paradisíaco.

Assim, voltamos para Salvador com muitas histórias para contar e cinco cartões de memória cheios de conteúdo audiovisual.

O Natus Reserva Imbassaí encerrou o dia de fotos do nosso departamento Digital

No mês passado, a Marcativa entrou na shortlist do Prêmio Lusófonos da Criatividade, uma premiação que destaca as melhores agências e campanhas de língua portuguesa. Com a ação digital “Viva o Clássico”, feita para a Brahma, ficamos entre as seis selecionadas para o Prêmio!

Nos inscrevemos na categoria “Campanha em Redes Sociais”, já que a ação foi toda pensada em multiplataforma: para recriar as emoções dos jogos entre Bahia e Vitória, usamos o Facebook, o Instagram e também o YouTube, configurando assim uma ação 360º que engajou e motivou os torcedores.

Conheça um pouco mais sobre a ação

Aqui, futebol é sinônimo de clássico. Para além da força da sua cultura e música, os baianos também respiram o esporte. Assim, os torcedores do Bahia e do Vitória vivem na pele a emoção de cada partida dos seus times do coração.

No ano de 2016, no entanto, uma diferença entre as classificações impedia o tradicional clássico: enquanto o Rubro-Negro disputava a primeira divisão do Campeonato Brasileiro, o Tricolor estava rebaixado à “segundona”. Assim, teoricamente, o aguardado Ba-Vi ficaria um ano sem acontecer.

A cerveja Brahma aproveitou esse mote e resgatou o clima de competição por meio da campanha digital “Viva o Clássico”. A ideia era dar aos torcedores a sensação de vivenciar mais uma vez a rivalidade entre os clubes do coração por meio de uma série de ações nas redes sociais. Tanto na Série A quanto na Série B, a Brahma registrou e eternizou de forma criativa os momentos mais marcantes de cada jogo, estando o tempo todo em contato com as duas torcidas.

A dinâmica movimentou os torcedores baianos. Ao longo dos embates, ilustrações eram divulgadas nas redes sociais dos dois clubes, reproduzindo de forma artística a imagem mais emblemática das partidas. Os traços viralizaram entre a torcida, que se engajou de forma muito positiva e natural com a campanha. Foram mais de 80 ilustrações, que foram curtidas e compartilhadas durante todo o campeonato, deixando sempre vivo o conceito do clássico.

Para além do compartilhamento das ilustrações, também foi possível interagir de forma mais direta com a campanha “Viva o Clássico”. Assim, uma série de ações foi lançada para estimular o público nas redes sociais, sempre com o uso das hashtags oficiais. Por meio de desafios como tirar a foto com mais pessoas, os torcedores puderam se engajar ainda mais com a proposta, concorrendo a ingressos para os jogos futuros.

Outro ponto de destaque foi o programa esportivo “Bar FC”, apresentado pela marca. Postados nas redes sociais da Brahma, os vídeos reuniam apresentadores e convidados especiais, como jogadores, dirigentes e jornalistas, que analisavam de forma descontraída o andamento do campeonato.

Munida ainda de depoimentos emocionantes de pessoas cujas vidas são marcadas pelo esporte, sempre em vídeos, “Viva o Clássico” mobilizou os torcedores dos times rivais justamente no ponto em que eles têm em comum: a paixão pelo futebol.

 

Já não é mais novidade: a internet é peça fundamental na hora de pensar em qualquer retrospectiva. E não só porque é muito mais fácil pesquisar com ferramentas como o Google e o Twitter, não! Mas também porque há conteúdo sendo produzido e viralizado na web todos os dias. Assim, muita coisa do que vira notícia e tema de conversas nas mesas de bar começa a partir de uma movimentação no universo digital.

A Marcativa aproveitou o clima de fim de ano e fez uma lista das dez coisas que marcaram a internet em 2017 – tenham começado ou gerado burburinho nela!

Confere aí 😉

1. O cancelamento de Sense8

Em junho de 2017, o serviço de televisão por streaming Netflix fez um anúncio que deixou a internet em polvorosa: o cancelamento de Sense8, uma das suas primeiras séries originais que viralizou entre os fãs.

A trama trazia a história de oito jovens espalhados ao redor do mundo e que compartilhavam uma conexão muito forte entre si. A série era ousada e, também, com uma produção muito cara, motivo especulado para o seu cancelamento.

Claro que um universo de reações choveu na mesa da Netflix. No Twitter, os fãs da série se desesperaram com a notícia. A mobilização foi tão grande que o serviço de streaming anunciou a produção de um episódio especial de desfecho.

Em junho, a Netflix anunciou o cancelamento de Sense8 | Foto: Reprodução

Os fãs não ficaram felizes. Na foto, meme relaciona o cancelamento como digno de receber uma das fitas que fizeram sucesso na série 13 Reasons Why | Foto: Reprodução

2. A troca do Oscar

A entrega do Oscar, em fevereiro, também rendeu um universo de comentários online. Isso porque os apresentadores Faye Dunaway e Warren Beatty anunciaram a categoria de Melhor Filme, grande destaque da premiação, com um errinho honesto: o longa-metragem trocado.

No envelope, estava marcado o musical La La Land. O problema foi que a produção trocou o conteúdo e, na verdade, aquele era o prêmio de Melhor Atriz (conquistado pela atriz Emma Stone, protagonista de La La Land). O verdadeiro vencedor do Melhor Filme foi o drama Moonlight.

Acabou por aí? Não! O pessoal de La La Land já estava no palco fazendo o discurso quando o erro foi reconhecido e desfeito.

Não precisa dizer que a internet quebrou com isso, né? Foi uma verdadeira chuva de memes nas redes sociais.

Surgiram inúmeras comparações com o erro no Miss Universo | Foto: Reprodução

3. Mochilas Gigantes de Jequié

Os alunos das escolas municipais de Jequié receberam, em maio de 2017, kits de material escolar. Até aí, tudo muito legal. No entanto, o tamanho das mochilas chamou a atenção da internet a partir de fotos em que as crianças foram colocadas com folga dentro dos utensílios.

A chuva de memes a partir disso não foi rápida. Até hoje o caso é lembrado na internet com bastante humor.

As mochilas eram quase do tamanho das crianças e, claro, surgiram muitas comparações! | Foto: Reprodução

4. Qual a cor do tênis?

Qual a cor do vestido? Se era preto e azul ou branco e dourado, muita gente até hoje ainda não sabe. Em outubro, outro viral misterioso surgiu na rede. Dessa vez, a pergunta era: qual a cor do tênis?

O viral começou no Facebook, quando a foto surgiu e alguns usuários enxergavam rosa e branco e outros podiam jurar que o tênis era verde e cinza.

O modelo original era realmente rosa e branco, mas variações de luz na tela do dispositivo (computador, tablet ou smartphone, por exemplo) alteravam o modo como cada pessoa via o tênis.

A batalha das cores, no entanto, foi bastante árdua!

O mistério da cor do tênis também mobilizou a internet | Foto: Reprodução

5. Qual sua escala de Fiuk hoje?

Em 2017, as novelas das 20 horas têm feito sucesso! Na novela A Força Do Querer, de Glória Perez, o cantor e ator (cof, cof) Fiuk teve os seus dotes dramatúrgicos questionados pela internet.

Isso porque seu personagem, um garoto mimado, teve uma série de cenas fortes e dramáticas. Só que as reações não agradaram ao público, principalmente o da internet. Assim, Fiuk foi automaticamente transformado em meme.

O pessoal criou a “escala Ruy”. Nas opções, diversos sentimentos representados pela mesma expressão do ator – mais ou menos o que ele fazia em todas as cenas.

Usuários fizeram a escala brincando com a atuação do Fiuk | Foto: Reprodução

6. Anitta

É meio difícil falar de internet em 2017 e não falar de Anitta. Com um projeto de carreira internacional, a cantora deu uma aula de marketing em muita gente. A estratégia foi muito boa e ela chamou a atenção do grande público e da imprensa com o CheckMate, a iniciativa de lançar quatro clipes, um por mês, sempre de uma música inédita.

O mais recente dos vídeos, o polêmico funk Vai Malandra, chegou em pouquíssimo tempo ao marco de milhões de visualizações. Os outros hits do projeto também tiveram uma grande repercussão: a bossa-nova Will I See You, a ritmada Is That for Me e a envolvente Downtown. Juntas, elas completam o CheckMate e também a inserção definitiva de Anitta na música internacional.

A cada clipe lançado, claro, a internet quebrava rapidamente com reações diversas a partir das produções.

7. Palavras virais: embuste, ranço, @, crush

Sempre tem uma palavrinha ou outra da moda, né? Esse ano não foi diferente. Explicar como elas surgem, viralizam e desaparecem é meio complicado, mas a gente pode te ajudar se você ainda não tem muita certeza do que elas significam ou em como aplicar em uma frase!

Embuste – essa é fácil! “Embuste” é aquela pessoa que não te faz muito bem. Pode ser um ex-namorado (a) meio problemático, um vizinho (a) que nunca desliga o som ou aquela pessoa que implica com tudo!

Aplicação em uma frase: De novo você marcou o rolé com os amigos e não foi? Deixa de ser um embuste!

Ranço – Essa é bem literal. Ranço é aquela raivinha ou entojo que você pega de alguém (geralmente dos embustes).

Aplicação em uma frase: Tenho muito ranço de quem manda um job sem um bom briefing.

@ – Mais do que um sinal oriundo do mundo digital, o @ agora funciona como um vocativo. Tem dois usos mais comuns. A) quando você não quer dizer o nome de alguém, pode substituir pelo @ [geralmente é um interesse amoroso]. B) quando vai usar uma sentença genérica, o @ vira uma espécie de comentário irônico ou engraçado.
Aplicação em uma frase para o uso A – Não vou te contar o nome do meu @.
Aplicação em uma frase para o uso B – Esse é um excelente job. Você quer criatividade, @?

Crush – Nada mais do que o seu paquera, aquela pessoa que você admira.
Aplicação em uma frase – Não vou te contar o nome do eu @. Ele (a) é muito meu crush!

Meme “ranço” é viral na internet | Foto: Reprodução

8. Meme “logo eu”

No comecinho do ano, em janeiro, surgiu um meme que ganhou diversos desdobramentos: o “logo eu”. Ele surgiu no Twitter, como boa parte dos virais, a partir de uma adaptação de um diálogo de Nazaré Tedesco, personagem de Renata Sorrah na novela Senhora do Destino (e ela própria um hit da internet).

No original, ela dizia “Tentou me derrubar? Logo eu? Nazaré Tedesco!”. Foi então que diversas adaptações surgiram. Quer ver um exemplo?

“Você quer falar comigo sobre criação de conteúdo? Logo eu, Digital da Marcativa?”

Muitas personalidades aderiram ao meme do “logo eu” | Foto: Reprodução

9. Nazaré

Esse ano, a novela Senhora do Destino foi reprisada no canal Viva. Isso só serviu para corroborar com o sucesso da personagem Nazaré como meme. Parte disso vem de perfis no Instagram e no Facebook feitos em homenagem à vilã.

A proporção é tão grande que o autor Aguinaldo Silva confirmou que a personagem voltará na sua próxima novela.

Os memes com a personagem Nazaré também são sucesso na rede | Foto: Reprodução

10. Buzzfeed

E, claro, não tem como falar sobre os destaques da internet e deixar de fora o Buzzfeed. O portal já era um sucesso antes, mas 2017 serviu para firmar a sua presença. O formato é rápido, une redes sociais com o site e oferece conteúdo diversificado.

Mas é diverso mesmo! O Buzzfeed tem desde notícias da grande imprensa até listas como “12 provas de que depois dos 30 anos você fica igualzinho seus pais”.

Os testes também fazem um sucesso absurdo. Coisas do tipo “Quem é você em ‘Meninas Malvadas’?” que realmente viralizam nas redes sociais. É uma prova de que conteúdo é a chave para o crescimento.

Os testes do Buzzfeed também se tornaram muito populares em 2017 | Foto: Reprodução

Caiu em nossas mãos um job que acabou sendo um dos mais espetaculares do ano: a Noelândia. Tínhamos o espaço e a receptividade do Shopping da Bahia, mas o que fazer para se destacar dentre todos os Natais belíssimos dos shoppings de Salvador?

Conteúdo é emoção, educação e entretenimento. E Natal é encantado, mágico e acolhedor! A casa de Papai Noel não poderia ser diferente, não é? Juntamos tudo isso na Noelândia, um reino encantado que fica no Polo Norte e é onde o Papai Noel mora com seres mágicos chamados Nói-Nóis.


Artes conceituais criadas para a Noelândia

 

Com ousadia, saímos do tradicional sorteio de carros e vale compras e trouxemos para o fim de ano uma experiência conduzida por uma marca. A Noeândia é uma história imersiva que prende a atenção de pais e crianças, enquanto ouvem os Nói-Nóis com seus sotaques diferentes levando a todos por uma experiência incrível.

Emoção

Entrar em um reino encantado e esquecer tudo que está lá fora: a Noelândia fica em outra dimensão e todos podem ter um prazer de visitar esse espaço único. Conhecer seres mágicos

Educação

Para crianças, aprender como o Papai Noel vive é algo que fica marcado. Aprender que ele invade a cozinha de noite, que ele monitora as pessoas que irão receber presentes, que ele gosta de ir à praia com a Mamãe Noel.

Todos esses são elementos de história que, de alguma forma, tornam-se aprendizados para as crianças.

Entretenimento

Brinquedos, foto na bola de natal, piscina de bolinhas, escalar árvore de Natal… Tudo isso é só a cereja no bolo de uma emoção que veio sendo construída com elementos emocionantes.

 


O universo mágico da Noelândia!

 

Entendendo as emoções do Natal, traduzimos ela em experiência para todas as idades. Como resultado, tivemos o dobro de ingressos vendidos antes mesmo da Noelândia acabar! Um retorno incrível de um job incrível, daqueles que nos enche de orgulho <3

Untitled Document