Work! .

Imagem do projeto .

O Capacita Salvador é um programa realizado pelo Prodetur e pela Prefeitura de Salvador, através da GKS Inteligência Territorial, para contribuir com o aumento da competitividade do destino Salvador por meio da capacitação e qualificação de mão de obra do setor turístico. 

A formação abrange ocupações específicas (como garçom e camareira), além de um grupo de habilidades e conhecimentos transversais comuns ao setor de turismo. Nas aulas, serão abordadas as competências "Hospitalidade", com o tema "Receber Bem e Servir com Excelência", e "Segurança de Alimentos", preparando os profissionais a manipular comida de forma segura, evitando assim contaminações e outros riscos. 

A Marcativa entrou na parte audiovisual do projeto. Fomos contratados pela GKS para birefar os especialistas sobre o conteúdo, roteirizar, gravar e editar 107 videoaulas de até 5 minutos cada, que servem de material de apoio para o programa, junto com as cartilhas e manuais. Todo o conteúdo está alinhado às normas brasileiras (NBR) e tem linguagem adequada à realidade dos profissionais do setor, contendo exemplos do dia a dia de trabalho. Todos os materiais serão disponibilizados de forma gratuita aos empreendimentos e profissionais participantes. 

O desafio começou antes dos roteiros: a primeira etapa foi pensar na estrutura dos vídeos, de forma a otimizar diárias de locação e verba do cliente. Assim, todos os filmes tinham introdução e encerramento gravados em estúdio por apresentadores e, no miolo, aconteciam as ações, descritas através de locuções em off.

A partir daí, precisamos montar uma estrutura de conteúdo que fosse de fácil compreensão para que todos os especialistas alimentassem com o material necessário para cada aula. Todos os materiais vinham com uma introdução de até 5 linhas, detalhamento da aula em até 10 tópicos e uma conclusão de mais 5 linhas.

Completada essa etapa, um roteirista dedicado transformou todo esse material em 107 roteiros para gravação, adequando o conteúdo à linguagem de vídeo.

Para a produção, mais uma força tarefa: pré produção intensa, com montagens de breakdowns, sotyboards e planilhas de controle, para otimizar as diárias e minimizar a exposição da equipe em época de pandemia. Com isso pronto, era hora de gravar! Foram 10 dias de gravação, em 2 hotéis da cidade,além de restaurante, oficina mecânica, estúdio e das ruas da cidade, num total de mais de quase 140 horas de conteúdo captado.

A última etapa foi uma maratona. Transformar todo esse conteúdo em aulas coesas, dinâmicas e de fácil compreensão para o público.

Depois de 6 meses de trabalho, o material foi entregue. As aulas começaram dia 01/12 e a capacitação terá uma carga horária de 20 horas, distribuídas em dias alternados da semana, além de consultoria presencial no empreendimento, com aplicação prática do que foi aprendido em sala de aula. O programa beneficiará 7.700 trabalhadores formais e informais, dos segmentos de meios de hospedagem, agências de viagens, bares e restaurantes e meios de transporte.

O secretário da Secult, Pablo Barrozo, acredita que a capacitação trará melhorias significativas para o turismo. "É importante sempre capacitar os profissionais da área para melhor receber os turistas, sobretudo em um momento em que nós temos que nos adequar às novas regras de segurança e de higiene sanitária por conta da pandemia. Se a capacitação já era importante, agora torna-se mais ainda. Tenho certeza que com ela estaremos na vanguarda do turismo nacional", opina o gestor.